CREATINA E A CONSTRUÇÃO MUSCULAR

Postado em 14/04/2016

A creatina é um dos mais estudados suplementos do mercado. O efeito da creatina é tão simples quanto eficaz no processo de construção muscular, sendo uma das melhores fontes de energia disponíveis.

O corpo produz cerca de 1 a 2 g de creatina por dia. Esta produção tem lugar no fígado, rins e pâncreas. Para se ter uma base, um homem de 70 kg tem uma reserva de 120 – 140 g de creatina.

Um aumento da ingestão de creatina oferece mais força e resistência, crescimento e tonificação muscular e melhor desempenho sobre as funções neurológicas e cognitivas.

 

EFEITO DA CREATINA 

 

Todo praticante de atividade física precisa de força, as células musculares, dependem do ATP (trifosfato de adenosina) que faz o músculo entrar em ação. As células musculares formam o ATP combinando oxigênio e nutrientes dos alimentos, como carboidratos, por exemplo.

O aumento da absorção de creatina pode melhorar a performance, ajudando inclusive, nos casos de distrofias musculares. Tem ação antioxidante, combatendo os radicais livres, facilitando a vida de todo mundo.

 

A suplementação de creatina

 

O armazenamento de creatina impressiona pela eficácia. Em carnes e peixe por exemplo, há altos níveis de creatina, por essa razão, que os veganos tem menos creatina armazenada e para eles a suplementação de creatina é fundamental.

Estudos indicam a suplementação de creatina diária de cerca de 0,1 g / kg de peso corporal, para um efeito positivo de melhora na construção muscular.

 

Quando usar

 

Muita gente ainda se pergunta sobre a eficácia da creatina se tomada antes ou depois do treino. Para muitos especialistas, ela deve ser consumida no pós-treino de preferência com o whey protein.

 

Suplemento seguro

 

Se usada da forma certa, não apresenta riscos para a saúde. É um suplemento seguro, e que em doses adequadas, não é capaz de causar nenhum dano hepático ou renal.

 

CONSTRUÇÃO MUSCULAR – LIVRE DE DOPING

 

Atenção atletas, a creatina não é substância para doping, já que ocorre de forma natural no organismo, e mesmo servindo a construção de tecido, não é classificado como esteróide, inclusive para o COI (Comitê Olímpico Internacional).

 

Importante

 

Ao utilizar suplementação de creatina, procure orientação e acompanhamento por um nutricionista para ver qual quantidade é mais adequada para você.

 

Leia também: HIPERTROFIA E SUPLEMENTAÇÃO, DEXTROSE, TRIBULUS TERRESTRIS e TERMOGÊNICOS.

 

Veja as melhores ofertas de Creatina

Curta!

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar