JEJUM INTERMITENTE – 8, 12 OU ATÉ 24 HORAS – SERÁ QUE SERVE PARA VOCÊ?

Postado em 13/10/2016

Jejum Intermitente é uma nova metodologia alimentar que vem ganhando força. Entenda o processo.

Em busca de corpos perfeitos, a cada dia nasce uma avalanche de novas estratégias para alcançar os melhores resultados: padrões estéticos impostos pela televisão, pelo cinema, revistas e propagandas onde homens e mulheres parecem verdadeiras esculturas.

biquini

Com a promessa de acelerar o metabolismo, proporcionar a perda de gordura, aumentar os níveis do HGH (hormônio do crescimento humano), esta técnica vem despertando a atenção no mundo fitness e também de muitos pesquisadores da área da saúde.

Por essa razão vamos esclarecer alguns pontos:

 

  • o jejum intermitente consiste em comer apenas quando se tem fome
  • pode variar entre 8, 12 ou até 24 horas
  • é uma dieta pobre em carboidratos e rica em gorduras e proteínas

 

A ideia é ficar o maior tempo que puder sem comer absolutamente nada e quando sentir fome pode comer até bater a saciedade. Algumas pessoas também fazem jejum de água.

Essa é apenas uma das formas encontradas, precisamos ressaltar que existem outras variações:

 

  • como limitar a ingestão de alimentos por um período de 12 a 23 horas do dia
  • o período de alimentação é chamado de janela alimentar

 

 JEJUM INTERMITENTE NÃO FAZ MILAGRES!

 

Para ter bons resultados é necessário comer com qualidade e na quantidade certa. Na hora de comer escolha alimentos saudáveis e durante o jejum está liberado:

 

  • o consumo de café e chás sem açúcar

 

Todas as variações lembram que não é interessante treinar durante o jejum pois você pode passar mal e ter queda de pressão arterial e hipoglicemia.

Agora que você já entendeu um pouco sobre essa nova prática, vamos analisar outros itens.

Primeiramente precisamos entender que a prática não é tão nova assim, pois se formos olhar para trás, poderemos perceber que nossos ancestrais faziam exatamente isso e não por vontade, mas:

 

  • por não terem comida com fácil acesso
  • precisavam caçar antes de comer
  • consumiam a parte mais gorda do animal, pois não sabiam quando iriam caçar novamente

 

Caso você tenha lido o post do intervalo de 3 em 3 horas, você lembrará que o corpo quando não possui energia suficiente, muitas vezes antes de ir na reserva (gordura armazenada) ele gera energia pelo aminoácido (que seria seu músculo):

 

  • seu corpo perderia músculo para gerar energia no período em que está em jejum e isso não é nada interessante
  • por essa razão você perde muito peso, pois a massa muscular é mais densa (pesada) do que a gordura.

 

Em tese, o jejum intermitente demonstra promover alguns benefícios. No entanto, não há como mensurar a que ponto influencia na perda de massa muscular e nas alterações hormonais.

 

JEJUM INTERMITENTE – ESTUDOS

Ainda existem poucas evidências para que essa metodologia seja superior a forma de distribuição calórica equilibrada ao longo do seu dia.

Poucos estudos realizados até agora têm explorado a eficácia desta prática na regulação do metabolismo:

 

  • e quase todos em populações muito pequenas
  • por curtos períodos, o que limita a força dos resultados alcançados

 

Há necessidade de estudos mais aprofundados a respeito deste assunto.

Lembrando que em relação a abordagem alimentar:

 

  • é de extrema importância a intervenção e orientação de um bom nutricionista
  • e se você demorou mais de um mês para ganhar peso (gordura) não irá perdê-la em menos de 30 dias

 

Novas e diversas dietas sempre irão passar por nossas vidas, por isso é muito importante entender e estar atento para verificar se a dieta do “vizinho” é ideal para você.

Bruna AiresNutricionista e Professora de Educação FísicaCRN 31255 / CREF 084765-G/SPbrunaaires@suplementos.fit

 

Leia também: ÁLCOOL X HIPERTROFIA, DIETA LIOFILIZADA, DIETA DA PROTEÍNA e 6 DICAS DE LANCHINHOS SAUDÁVEIS.

Curta!

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar