6 ERROS FREQUENTES QUE INICIANTES PRATICAM NOS TREINOS

Postado em 15/04/2016

Após anos de sedentarismo, você finalmente decide entrar em forma. Incrível! Ótima escolha, mas o esforço em busca da boa saúde e forma física, às vezes, dá ruim, simplesmente por conta de alguns erros que você pode estar cometendo nos treinos e certamente nem percebeu.

 

OTIMIZANDO OS TREINOS EM 6 PASSOS

 

  1. Aquecimento

 

É fundamental antes do treino. A lógica do aquecimento é proteger contra possíveis lesões musculares durante o treino. Pular esse processo, não dá. Além do mais:

 

  • deixa o músculo ativo
  • aumenta o fluxo sanguíneo
  • dá um gás pra hora do treino

 

Portanto, tenha o aquecimento como um hábito, por favor. Com mais ou menos 10 minutinhos de flexões e polichinelos por exemplo, e você estará pronto para o treino.

 

2. Cardio

 

Para fortalecer os músculos e acelerar o metabolismo, permitindo que você queime gordura e tantas calorias possíveis, além de melhorar a circulação e ter um aproveitamento melhor do oxigênio. Para isso, invista no cardio (aeróbico).

 

  • uma corridinha ou uma bike, já resolvem a questão!

 

Antes ou depois?

 

Depende: se você quer a hipertrofia realize o cardio logo após a musculação, também funciona se você quer apenas um bom condicionamento físico. Agora se o objetivo é uma puxada mais intensa pra encarar uma maratona, você pode aderir ao cardio antes do treino.

 

3. Descanso entre os treinos

 

O treino deve ser sua rotina, mas seu corpo também precisa de descanso, o crescimento muscular ocorre durante o descanso. Se você treinar o mesmo grupo muscular na sequência, seu rendimento certamente será prejudicado, e seu corpo em desequilíbrio. Portanto, evite inclusive, treino intenso por mais de 1 hora

 

TREINOS – DESCANSO

 

Você pode descansar:

 

  • de 30 a 90 segundos entre as séries
  • 2 a 4 horas após o treino
  • 48 a 72 horas após o treino

 

Conheça seu corpo e entenda seus limites!

 

4. Rotina

 

A maioria das pessoas que inicia atividades físicas, nem sempre se dá conta, que está realizando o mesmo programa de treinos por um tempo bem longo. O músculo precisa ser trabalhado de forma diferente. Mantenha seus músculos em alerta e surpreenda-os.

 

  • A cada quatro ou cinco semanas, procure modificar seu treino

 

5. Seu corpo como um todo

 

Treinar apenas para atingir uma determinada região, não dá. Para os músculos abdominais por exemplo, há necessidade de reduzir e muito, o teor de gordura em seu corpo. Mas nem por isso, você precisa se concentrar mais nessa região, pelo contrário, veja seu corpo como um todo, para evitar um desequilíbrio.

 

6. Alongar

 

Se você terminar o seu treino sem se alongar, certamente sofrerá com dores musculares mais tarde. O alongamento ajuda:

 

  • o coração a voltar aos batimentos normais
  • auxilia na respiração
  • evita dores musculares

 

Mas só deve ser feito logo no fim do treino, com o corpo ainda aquecido.

 

Veja também: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE  HIPERTROFIA E SUPLEMENTAÇÃO

 

Veja as melhores ofertas de Whey Protein

Curta!

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar